World Open Event - João Pinto na Selecção Nacional de Boccia - "Estreia de Sonho"

Entre os dias 13 e 18 de junho, decorreu na Póvoa de Varzim, o World Open Event de Boccia. Esta prova, é um campeonato internacional pontuável para o ranking mundial da BISFED (Boccia International Sports Federation) e que, sendo a última grande prova internacional do ano antes dos Jogos Paralímpicos do Rio, contou com a presença de alguns dos melhores jogadores mundiais da modalidade, oriundos dos continentes Europeu, Americano e Asiático.

No total, estiveram presentes 107 jogadores (divididos pelas 4 classes da modalidade) em representação de 21 países.

Pela primeira vez, o atleta João Pinto do Sporting Clube de Espinho, foi convocado para representar oficialmente as cores portuguesas, tendo uma estreia que roçou o brilhante tendo alcançado o 5º lugar geral individual na classe BC1 e o 3º lugar na equipa BC1/BC2. Foi assim uma “estreia de sonho”, deixando um sinal claro de que podem contar com ele!

Na prova individual, o atleta espinhense estreou-se da melhor forma possível, tendo iniciado com uma surpreendente vitória sobre o atual nº 7 do mundo, o norueguês Roger Aandalen, por 4-3. Apesar de bastante nervoso, o João Pinto foi capaz de mostrar um nível de jogo bastante bom, lutando de igual para igual ao longo de todo o jogo. Este resultado foi um tónico bastante importante mantendo-o extremamente concentrado o que conduziu à vitoria nos restantes jogos da fase de grupos levando de vencido o atleta Eslovaco Jakub Nagy por 7-1 e a atleta Polaca Kinga Koza por 11-0.

Estes resultados permitiram alcançar o 1º lugar do grupo e o consequente apuramento para os quartos de final da competição. Nesta fase eliminatória, o adversário foi o português António Marques, tendo acabado por perder por 4-2, num jogo decidido no último parcial. Atendendo à pouca diferença de pontos, o atleta espinhense acabou por ser o melhor dos derrotados nesta fase da prova, alcançando assim um brilhante 5º lugar na classificação final individual.

Ao nível da participação na equipa BC1/BC2, apesar de não ser escolha para a equipa principal, o João Pinto foi quase sempre suplente utilizado, dando assim também o seu contributo. Na fase de grupos, a equipa portuguesa venceu todos os jogos de forma clara, demonstrando um nível de jogo muito superior aos seus adversários. A comprovar isso, estão as vitórias categóricas de 9-1 sobre a Eslováquia, 10-3 sobre a Noruega e 11-1 sobre a Polónia. Com estes resultados, a equipa garantiu desde logo o apuramento para as meias finais onde defrontou e perdeu por 9-3 contra o Japão, equipa que viria a ganhar a competição. Desta forma, a seleção portuguesa foi relegada para a luta pela medalha de bronze, tendo alcançado a mesma através de uma vitória sobre a seleção do Brasil por 9-3.

Quanto aos resultados alcançados pela seleção portuguesa, são ainda de destacar as participações individuais dos atletas José Carlos Macedo (classe BC3), Pedro da Clara (classe BC4) e António Marques (classe BC1) que alcançaram respetivamente o 1º, 2º e 4º lugares nas suas classes, demonstrando um nível de jogo muito elevado, apresentando argumentos que podem deixar antever a possibilidade de lutarem pelos lugares mais altos nos jogos paralímpicos do Rio 2016.

Com estes resultados, o atleta espinhense entra com o pé direito na alta roda internacional, apresentando um nível de jogo competitivo o que lhe dá um novo alento para continuar o seu trabalho. Apesar de para ele a época internacional ter terminado, vai continuar a trabalhar de forma intensa, apresentando-se ainda mais motivado do que o habitual, estando agora a preparar a fase final da época, onde procurará lutar pelo título de campeão nacional de equipas, nos campeonatos de Portugal que se vão disputar nos próximos dias 2 em Santa Maria da Feira e 16/17 de julho na Póvoa de Varzim.